Aprender Fácil Rápido e Prático
A Natureza da Leitura da Mente, Curso de Telepatia.
Aprender Fácil Rápido e Prático
Aprender Telepatia com métodos fáceis e rápidos. Leitura da Mente para gente prática
Lição 1 - A natureza da leitura da mente

Até poucos anos atrás o público em geral era quase totalmente
ignorante com relação à grande verdade de Transmissão de
Pensamento, Telepatia ou Leitura Mental. É verdade que vez ou outra
uns poucos cientistas investigaram seriamente e descobriram com
ansiedade as verdades ocultas com relação aos assuntos. Mas a massa
do povo ou era inteiramente ignorante da matéria ou se mostrava
profundamente cética quanto a isso, desdenhando do audacioso
estudiosos que se aventurava a expressar o seu interesse ou sua
crença nesse grande fenómeno no científico.
Mas actualmente é bem diferente. É comum tomarmos
conhecimento das maravilhas de Transmissão do Pensamento,
ou Telepatia, como é isso chamado. Cientistas escrevem e
ensinam suas fascinantes manifestações, e mesmo o público em
geral já ouviu falar muito na nova ciência e acredita mais ou
menos nela, de acordo com o grau de inteligência e
conhecimentos referentes ao assunto possuído pela pessoa.
Vejam estas declarações de alguns dos maiores cientistas da
actualidade.

O professor William James, eminente docente da Universidade de
Harvard, diz:

“Quando do nosso ponto de vista avançado consideramos os
estágios passados do conceito humano, seja conceito científico
ou teológico, surpreende-nos que um universo que se nos
apresenta como uma compilação tão vasta e misteriosa tenha
parecido a alguém algo tão reduzido e simples. Seja o Mundo de
Descartes ou de Newton, seja o dos Materialistas do século
passado, ou o dos tratados de Bridgewater deste nosso, para
nós é sempre o mesmo, incrivelmente sem perspectiva e reduzido.
Até a consciência de Lyell, Faraday, Mill e Darwin, de seus temas, já começa a mostrar uma feição inocente e infantil”. Estas
observações têm dupla significação por terem sido feitas pelo Professor James na qualidade de presidente da “Sociedade para
Pesquisas Psíquicas”.

O eminente cientista inglês, Sir William Crookes, em seu discurso com o presidente da Sociedade Real, em Bristol, Inglaterra,
disse: “Se estivesse introduzindo pela primeira vez estas pesquisas no mundo da ciência, eu escolheria um ponto de partida
diferente daquele antigo que adotamos. Seria acertado iniciar com telepatia; com lei fundamental, como acredito que seja, de que
pensamentos e imagens podem ser transmitidos de uma mente para outra sem intervenção dos reconhecidos órgãos do sentido,
de que conhecimentos podem penetrar na mente humana sem serem comunicados por meios até agora conhecidos ou
reconhecidos. Embora a pesquisa tenha revelado factos importantes referentes à mente, ainda não atingiu o estágio científico de
exactidão que permitiria ser utilizada por um de nossos setores. Portanto limito-me a indicar a direcção que poderá avançar
legitimamente investigação científica. Se ocorrer telepatia, temos dois factos físicos, a alteração física no cérebro de A, o
sugestionar, e a alteração física no cérebro de B, o recipiente da sugestão.